sexta-feira, 24 de agosto de 2007

Sugestões?

O que a gente faz quando anda com preguiça de postar?
Bom, vou então contar do sonho que tive essa noite.
Meu consultório (que a propósito, está finalmente pintado) fica numa rua de comércio popular. É uma rua plana, os bueiros cheiram mal e há vários moradores de rua e afins na vizinhança. Mas lá dentro é bem acolhedor e ajeitadinho, viu? Enfim, era essa mesma rua no sonho, mas em declive. Do outro lado da rua, onde hoje há uma loja abandonada, era um terreno baldio e na frente, na calçada, ficava o escritório do meu advogado. Só um tapete, mesa, cadeira e telefone, sem paredes, nada. Coitado do Duque.
Ele veio falar comigo e atravessamos a rua juntos, ele sentou na cadeira e fiquei em pé sobre o tapete. Que era amarelo bem clarinho, mas quando olhei pro chão, vi uma manchinha escura. Me abaixei pra ver melhor, e não era apenas uma manchinha.
Era um bico de passarinho. Contendo o passarinho vivo por trás dele!

Que horror, o tapete era feito de filhotes recém nascidos de pássaros, naquela fase feiosa, mas de plumagem macia, e eles eram costurados vivos uns aos outros! Muitos já mortos, cabecinhas caídas, dando aquela sensação aveludada e fofa, mas esse estava com o bico aberto e um fio de "voz". Corri buscar água, na mão mesmo, lembro de deixar pingar na goela dele, nisso outros em volta começaram a se mexer também. Mesmo mortificada com a situação, me apressei em tentar salvar quantos pássaros pudesse. E o advogado não sabia do que o tapete havia sido feito, entrou em choque quando falei. No sonho, havia um pequeno Mc Donald´s ao lado da clínica, fui lá buscar um copo d´água. Descobri que um amigo meu, arquiteto e também advogado, trabalhava lá como atendente. Ele estava saindo do local com duas promotoras de vendas de Yakult, aquelas moças de barriga de fora que ficam no mercado oferecendo produtos. Foram todos em direção ao tapete comigo, as moças se postaram uma de cada lado do tapete, com uma garrafinha de yakult aberta na mão, e todos insistiam que eu desse a porcaria do yakult pros bichinhos que isso salvaria a vida deles.
Aí graças a Deus eu acordei, cansadíssima de tanto stress.
Não, eu não ingeri drogas antes de deitar. Mas parei pra pensar: dois advogados num mesmo sonho? Duas doses de Yakult? pobres bichinhos indefesos morrendo?
Alguém se habilita a me explicar?
Pra quem se interessar, existe um site, http://dromma.org. É um sonhário público, qualquer um pode postar, e tem uns sonhos beeeem estranhos. Divertido.
Sweet dreams!

2 comentários:

Rod disse...

Eu acho que é um aviso de que o Mc Donald's vai incluir Yakult ao cardápio!
:D

Carola disse...

Ufa... ufa... affff! Olhe, me senti bem melhor agora, pq eu tenho aaaaaallllltos sonhos escabrosos desse tipo, e eu me sentia ultra culpada por tomar umas e outras e fico neurada "ai meu Deus eu acho que não deveria..." hehehe!!

Imagina só, e vc nem toma paroxetina! Hahaha!

Ai, ufa.. misericórdia!