quarta-feira, 30 de maio de 2007

Pancinha


Minhas queridas meninas estão em fase de procriação novamente. Parece que vem em ondas, bem ao modo oceano. Fase de calmaria, aquela pasmaceira tranquila, de repente elas chegam, enormes, 6, 7 de uma vez. Aí a coisa acalma. E meses depois estamos lá, babões em alguma maternidade, saudando novos pequenos seres nesse planetinha.
De certa forma isso me inspira, afinal estou me enrolando há anos e não dou o start no equipamento. Preguiça, talvez? Amo acordar sozinha, sem despertador ou telefone. Sei que quando o bebê é seu, dizem que isso torna mais fácil entender e atender. Mas também, depois que nasce, é seu. Só seu, se nenhuma avó ou tia mais dedicadas nascerem com a criança. Pois é.
Aí tem o triângulo que não orna em harmonia, Uli-calor do verão-pressão baixa. Isso naturalmente. Imagina de barrigão e pés inchados? Ain... medo.
Mas o lado biológico também cutuca, né? Sempre me vi mãe, mesmo não me vendo noiva.
E em julho completo 32 invernos, idade já meio passada pra utilizar meu primeiro óvulo. Ou seja, de 2008 não passa! Acertar alguns detalhes burocráticos, tipo grana, espaço e horários, e fazer a encomenda pra cegonha. Fim deste ano ou começo do próximo, aí o verão será sem tumultos e quando o outro janeiro vier, meu abdomen já será somente meu de novo.
Isso se eu me aguentar, né? Às vezes ser canceriana é complicado, isso de ter certezas mutáveis constantemente me torna uma caixinha de surpresas!
Por hora fica meu desejo de uma gravidez tranquila à todas as novas mamães e muita saúde pros meus novos sobrinhos!

Lullabye - Concrete Blonde - Bloodletting

When the sky has fallen
Like a blanket on your shoulder
And the moon is like a mother
Looking over you forever
And the dawn is so famaliar
You were meant to be together
Like a fog around a mountain - forever

So softly - so sweetly
Surrounding you completely
Sing you a lullabye - a lullabye to you
Lullabye - a lullabye to you

When your breathing is the wind
And your crying is the rain
Well I know you will remember
Because the music is forever
The living of a lover -
And the loving of another
Like a sister to a brother
Like a father to a mother

So softly - so sweetly
Surrounding you completely
Sing you a lullabye - a lullabye

2 comentários:

Rod disse...

Uliii, fica grávida logo que eu quero ser titio!!! Não vejo a hora.

Anônimo disse...

Gosto de ler seu blog aleatoriamente e ver como as coisas vão evoluindo.
Olha que interessante este seu post...
E a melhor parte é que vc o finalizou com uma das minhas bandas preferidas! O segundo blog que eu mais leio é o da Johanette Napolitano.
saudade.

Dubaiano