sábado, 31 de outubro de 2009

Creepy


Meio-dia, toca meu telefone. Um amigo muito querido, voz tensa, me identifico e sinto o alívio na linha. "Uli, que coisa boa ouvir sua voz. Tive a notícia que você havia falecido".
Contraio o corpo na hora, murro no estômago. Minha atenção fica desperta.
Um amigo em comum, que está em SP, acordou com a seguinte SMS, "A Uli faleceu". Tentou falar com o Cláudio, que não atendeu o celular, e começou a procurar notícias. Ligou pro amigo, a namorada dele atendeu e então ela ligou chorando pro meu amigo pra contar a notícia. Ui, ui, ui. Isola.
Liguei pro amigo em SP, a mensagem era "A "Ully" faleceu". Outra Uli/Ully. Ironia do destino, afinal não é um nome/apelido lá muito comum.
Estou gripada, mas não é pra tanto. Não é nem a gripe A!!
E que putz injustiça seria. O dia tá maravilhoso, meu passarinho aprendeu a andar essa semana e tá sendo lindo observá-lo descobrir o mundo, tô legal no trabalho, em casa, com família. Nem tudo são flores, obviamente, stress é companheiro constante, parece uma tornozeleira de condicional. Se saio da linha, apita. Mas conseguindo equilibrar tudo, tocando a vida.
Ully, quem quer que você seja, que Deus a tenha.
Que bom que ainda não foi comigo o encontro...

PS: detalhe que hoje é dia 31/10. Brrrrrrr.....



2 comentários: